Alimentação e Imunidade

Os benefícios dos alimentos para o aumento da imunidade

Um sistema imunológico saudável é muito importante. O que comemos tem uma influência direta com a saúde imune.
Há alguns alimentos que podem diminuir as chances de ficarmos doente, enquanto outros podem nos ajudar a recuperar mais rapidamente de algumas doenças.
Abaixo listamos alguns alimentos que irão dar aquele UP no seu sistema imunológico e todos eles você encontra em nossa loja:

  • Alho: bastante comum em temperos o alho estimula a resposta imunológica, prevenindo as gripes comuns de inverno como H1N1.
  • Gengibre: possui propriedades antimicrobianas, ajuda a combater vírus responsáveis por infecções respiratórias e ajuda a reduzir o risco de infecções.
  • Óleo de Coco: contém gorduras com propriedades antimicrobianas e ajuda a combater vírus responsáveis pela gripe, hepatite C e até mesmo a candidíase.
  • Castanhas e sementes: excelentes fontes de ferro, vitamina E, selênio, cobre e zinco alimentos como nozes, amêndoas, semente de abóbora e girassol auxiliam na manutenção de um sistema imunológico saudáve.
  • Própolis: antibiótico natural devido à sua enorme quantidade de flavonóides.
  • Mel: potente bactericida, anti-séptico, ação probiótica agindo diretamente na microbiota intestinal
  • Shitake: contém lentinana que auxilia no combate aos tumores.
  • Vitamina C: encontrada em diversos alimentos é um super antioxidante e possui propriedades antibacterianas e antiinflamatórias que protegem contra infecções.

Neste período de inverno onde as infecções respiratórias e a gripe circulam nos ambientes todo cuidado é pouco. Esperamos tê-los ajudado e aguardamos a visita de vocês para aumentar a imunidade e a saúde de vocês!!!

gestação e alimentação

Gestação e Alimentação

Gestação e Alimentação

Gestação não é a época para fazer dietas e nem perder peso, mas não significa comer em excesso.

A gestação é um período muito especial e particular na vida de uma mulher. Para nos auxiliar sobre as necessidades nutricionais das gestantes convidamos aqui o Dr. Marcelo Arantes.
A gestação não é época para fazer dietas restritivas e nem pensar em perder peso, mas também não significa comer em excesso ou “comer por dois”.
A perda ou o excesso de peso nessa fase pode trazer prejuízos tanto para a saúde da criança quanto da mãe.  Confira os principais nutrientes a serem consumidos em todas as fases da gestação.

  •  Primeiro trimestre: Ácido fólico (ou vitamina B9). Sua ingestão previne defeitos na formação do tubo neural do feto (estrutura que dará origem ao cérebro e à medula espinhal).
  • Segundo trimestre: Vitamina C – ela age na formação do colágeno, que compõe pele, vasos sanguíneos, ossos e cartilagem. Magnésio – o mineral favorece a formação e o crescimento dos tecidos do corpo. Vitamina B6 – importante para o crescimento e o ganho de peso do feto. Também auxilia na prevenção da depressão pós-parto. Ferro – é essencial na produção de hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio pelo sangue.
  •  Terceiro trimestre: Cálcio – por conta de seu papel na formação óssea do bebê, o mineral é nutriente obrigatório na dieta da futura mãe, além de auxiliar a produção de leite após o parto. Uma dica: evite consumir fontes de ferro e cálcio juntas, como carne e leite, pois um nutriente atrapalha a absorção do outro.

Caso tenha alguma dúvida consulte o seu médico.

O índice glicêmico dos alimentos e o sucesso do seu emagrecimento

 O que é e pra que serve o Índice Glicêmico?

O índice glicêmico (IG) avalia o potencial que cada alimento tem de aumentar a glicose (açúcar) no sangue. Se o IG do alimento for alto, o nível de glicose no sangue é elevado rapidamente e cai na mesma velocidade, promovendo a falsa sensação de saciedade que não dura mais de 2 horas. Além de acarretar grande produção de insulina no organismo com o objetivo de equilibrar os níveis sanguíneos de glicose. O excesso de insulina produzido e não utilizado no organismo será transformado em triglicérides, sendo armazenado na forma de gordura.
Se o alimento tem baixo IG a chance é maior de nos mantermos saciados por mais tempo.
O adequado controle da alimentação com foco no índice glicêmico dos alimentos contribui para o emagrecimento, além de prevenir diabetes e doenças cardiovasculares.
Referências
AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Glycemic index and diabetes. 2014. Disponível em: http://www.diabetes.org/food-and-fitness/food/what-can-i-eat/understanding-carbohydrates/glycemic-index-and-diabetes.html. Acesso em: 12 mai 2016.
BARCLAY, A. et al. Glycemic index, glycemic load, and chronic disease risk – a meta-analysis of observational studies. The American Journal of Clinical Nutrition, v. 87, n. 3, p. 627-37, 2008.
RADULIAN, G.; RUSU, E.; DRAGOMIR, A.; POSEA, M. Metabolic effects of low glycaemic index diets. Nutrition Journal, v. 8, n. 5, p. 1-8, 2009.Salute Produtos Naturais (@salutenaturais) • Fotos e vídeos do Instagramsalute-naturais-loja-em-goiania-produtos-naturais